Dia Mundial do Meio Ambiente é celebrado com ações educativas

 

Publicado em: 10/06/2019 08:35 | Fonte/Agência: Fonte: Caroline Vicentini/NCS/PMI

Whatsapp

 

Em comemoração ao Dia Mundial do Meio Ambiente, celebrado na última quarta-feira (05), a Prefeitura Municipal de Ibiporã, por meio da Secretaria de Agricultura, Abastecimento e Meio Ambiente (SAAMA), e o Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto (Samae), realizaram algumas atividades de educação ambiental com estudantes da Rede Municipal e Estadual de Ensino.

 Na semana passada, o diretor de Meio Ambiente, Hélio da Silva, acompanhou os alunos do quarto ano da Escola Municipal Almerinda Felizetti do Nascimento em uma visita à nascente do córrego Água das Chácaras. “Falei sobre a importância da conservação da nascente e do próprio ambiente, que está bastante degradado. Já na quarta-feira (05) desta semana o mesmo grupo assistiu a uma palestra sobre a importância da preservação da mata ciliar na manutenção da qualidade da água, estabilidade dos solos, regularização dos ciclos hidrológicos e conservação da biodiversidade. Os alunos ficaram interessados, fizeram muitas perguntas”, comentou o diretor.

Já na quinta-feira (06), os alunos do 2º ano do Ensino Médio do Colégio Estadual Unidade Polo fizeram uma visita ao Viveiro Municipal, localizado na Vila Esperança. Guiados pela bióloga da SAAMA, Andressa das Graças Silva de Paula, eles conheceram as espécies de árvores cultivadas no local, aprenderam mais sobre sementes, germinação, processo de compostagem e produção de flores. Ao final, fizeram o plantio de sementes de espécies nativas do bioma Mata Atlântica, doadas pelo viveiro do Instituto Ambiental do Paraná (IAP), para depois de germinadas serem plantadas na Área de Preservação Permanente (APP) do Córrego da Forquilha.

A atividade integra o Plano de Restauração Ambiental do Fundo de Vale do Córrego da Forquilha, que está sendo conduzido pela SAAMA e o Samae. O plano, que foi lançado em março e possui um cronograma de atividades até novembro, consiste em desenvolver ações educativas com os alunos, tais como palestras, visitação a área de preservação permanente do Córrego Forquilha, coleta e cultivo das sementes, plantio de mudas nativas e cuidados com as mudas plantadas, para que estes possam estar em contato direto com a realidade do local e entendam quais os desafios enfrentados para revitalização e preservação do meio ambiente. “Em abril, o grupo visitou toda a extensão do córrego, para diagnosticar a situação do fundo de vale e constatou que a área está bem degradada, com erosão, depósito irregular de lixo. Como contraponto, no final do mesmo mês, os alunos conheceram uma área que está preservada, que é o Parque Estadual de Ibiporã. Ali fizeram a coleta e semeadura de sementes de espécies nativas do bioma mata atlântica. Agora, vamos acompanhar o processo de germinação das sementes do viveiro municipal, depois fazer o plantio das mudas na APP do córrego e acompanhar o crescimento delas. Acreditamos que envolvendo as crianças e adolescentes em todas as etapas do processo será de fato desenvolvida uma consciência de preservação ambiental”, concluiu Andressa.


Imagens